domingo, julho 22, 2012

Convite: "HipHop de Batom", na Fnac Colombo... Portugal....


Dia 04 de  agosto as 19 horas na fnac do colombo apresenta: 
“A Mulher e o Hip Hop”
 Apresentação do vídeo  clip
 “Rosas”
“Atitude  Feminina”
Debate:” O Homem e o  feminismo”
 Convidada Especial : Psicanalista  Numa Ciro
 Mediador: Sociólogo    Ricardo  Loureiro
Concerto   com as HipHop de Batom 1 ª e 2ª geração
DJ;Rap,grafitti e Break dance
Passem a Palavra,Divulguem e Participem
O Projeto  piloto   foi Apoiado pela >>>>>>>>>

Ana Rita Chaves
Diretora presidente
Associação Dialogo e Acção/Zulunation Portugal
 

Fnac Colombo
C. C. Colombo
Avª Lusíada - Centro Colombo
Loja A - 103
1500-392 Lisboa


Meus Amigos,

Acabei de ler e assinar este abaixo-assinado online:

«contra a aprovação da ADI 3239 no Supremo Tribunal Federal»




Eu concordo com este abaixo-assinado e acho que também concordaras.


Assina o abaixo-assinado e divulga-o por teus contatos.


Obrigado.

Nelson Maca.





sexta-feira, julho 20, 2012

Convite: Exposição "Carolinas", de Diego Balbino...

Olá!
Esperamos por você na abertura da Exposição Fotográfica "Carolinas", de Diego Balbino, em homenagem à Carolina Maria de Jesus.
Até lá!

Paola Prandini
www.afroeducacao.com.br

quinta-feira, julho 12, 2012

O Hip-Hop Brasil perde um de seus grandes mentores...

O paulistano “Fábio Macari” faleceu aos 50 anos, na terça passada (10/07), vítima de câncer...
Excelente produtor, Macari foi responsável por trazer ao mercado nomes como “GOG”, “RPW”, “Facção Central”, “Realidade Cruel”, “Sistema Negro”, “Filosofia de Rua”, entre outros.

Fã incondicional da banda Zapp!, Fábio Macari costumava deixar claro em suas produções esta predileção.

Durante os anos 90, nós DJs nos nutríamos com importantes matérias em sua coluna na Revista DJ Sound, revolucionando, tanto por meio da imprensa escrita, como na modernidade de sua concepção sonora no Rap Nacional!

Fábio Macari foi sepultado ontem no Cemitério Municipal de Nova Odessa, cidade interiorana de São Paulo onde residia e deixa esposa e dois filhos.

Posso dizer que tive a honra de conhecê-lo! Trocávamos boas experiências sempre que nos encontrávamos na galeria 24 de Maio...

A Zulu Nation Brasil o salda  irmão Fábio Macari!

Que neste momento um grande baile esteja rolando promovido por você e Roger Troutman em algum bom lugar no Além!

Paz e Respeito eternos grande irmão!!

DJ “Zulu” TR.

segunda-feira, julho 09, 2012

Zulu Battle Brasil – 1ª Edição no Players Festival...

Players Festival, evento que traz em seu compromisso a valorização da Cultura Urbana sob a ótica do Hip-Hop, promete esquentar o inverno carioca com o que há de melhor das expressões da rua, na boate 00 (Gávea)...

Rap, DJ, Graffiti, MC, Breaking e Skate invadiram as terças-feiras de julho, a começar pelo dia 10 abrindo oficialmente o “Urban Life”, termo que conceituará o estilo de vida adotado pelos artistas das metrópoles brasileiras. 
Dividido por dois momentos, das 17h às 22h, a entrada é frança no recorte “Players by Day”, que conta com as performances de DJs, B. boys e a consagrada “Batalha do Real”, responsável por revelar muitos MCs em sua casa de origem, a Lapa! Já após às 22h, a bilheteria abre e o cenário ganha um clima mais Black no “Players by Night”, segunda edição evento, que conta as participações de grandes DJs, shows de Rap e intervenções multicoloridas de nomes importantes do Graffiti.  

Outra grande novidade será a “Zulu Battle Brasil”, em sua primeira edição nacional, já que sua versão original acontece anualmente nos EUA, em Nova York, promovida pela Universal Zulu Nation...

Sob a curadoria da Zulu Nation Rio de Janeiro, por meio do b. boy “Luck” – também líder do GBCR – Grupo Consciente da Rocinha –, a Zulu Battle Brasil trará à arena oito B. boys que farão o esforço sobre humano para destacar quem é o melhor dentre eles, diante de jurados abalizados e uma plateia atenta aos seus movimentos corporais...


Paz e Respeito!


DJ “Zulu” TR.

segunda-feira, julho 02, 2012

Universal Zulu Nation Radio Shows...

O Movimento Black Rio perde um de seus Pais...

A Cultura Black Carioca fica órfã de um grande Pai..., e por que não dizer a Cultura Black Nacional...?!

Oseas dos Santos, conhecido popularmente como “Mr. Funky Santos” morreu domingo (01/07/12), aos 61 anos, devido complicações nos pulmões decorrentes de um câncer no estômago e foi sepultado segunda-feira à tarde, no Cemitério de Inhaúma (zona norte carioca)... Durante o velório, nomes importantes como “Bira (Fã Club de James Brown)”, “Fernando Chaves (FC 1B)”, “Peixinho”, “Samuel”, “Rômulo Costa (Furacão 2000)” e “Sir Dema” prestaram suas homenagens a um dos ícones da Black Rio...

“Mr. Funky Santos”, um nome que não pode ser esquecido por aqueles que militam na contramão do sistema... Um dos grandes popularizadores da Black Music no Rio de Janeiro entre as décadas de 70 e 80, Funky Santos trouxe aos bailes da época a original “Funk Music”, como foi o caso do Astoria Futebol Clube, no bairro do Catumbi (região central), onde em 1969 o público era catequizado com a Consciência Soul.

Algum tempo depois, no Renascença Clube, no bairro do Andaraí (zona Norte) – considerado o Berço da Cultura Black Carioca – Funky Santos contribuiria ainda mais conceituando a Black Music junto aos intelectuais do Movimento Negro e do Samba.     

Entre os anos 70 e 80, compilações em forma de LP contendo a foto de Funky Santos estampada na capa, se tornaram uma cartilha para os adeptos da Nova Cultura, que, num futuro bem próximo resultaria no nascimento do “Movimento Charme”, tendo em sua condução um fiel aprendiz: “DJ Corello”.    

Nas rádios Imprensa e Roquete Pinto, “Mr. Funky Santos”, em plena época de repressão militar, teve o ímpeto de levar ao ar a trilha sonora dos meninos de cabelo black que só queriam ter a liberdade de ir, vir e assumir aquilo que sentiam...   

“Ele era simples, de fala mansa e grande amigo... Um dos maiores Discotecários que o Brasil já teve”.
(DJ Sir Dema).

“Um vazio toma conta agora, pois Funky Santos foi quem começou os bailes no subúrbio, além de apresentar a música negra com muita autonomia. É o mentor de muitos DJs da velha escola que ainda estão por aí”.

(DJ Bonecko – autor do livro “DJs, Quem são Vocês...?!”)
       
O que mais me conforta neste momento é saber que, em algum lugar no Além, uma grande festa está rolando com as presenças ilustres de “Big Boy”, “Ademir Lemos”, “Messiê Limá”, “Cidinho Cambalhota” e “Mr. Funky Santos” como o promoter deste eterno baile...

Paz e Respeito eternos em nome da Zulu Nation Brasil!

(1951 - 2012)
DJ “Zulu” TR.